Categoria Ativos

porFernando Pinheiro

Vantagens e desvantagens em investir em Bitcoin

Embora esteja no mercado há mais de 10 anos, o Bitcoin têm chamado a atenção de investidores pequenos e institucionais devido a sua valorização crescente, no entanto, como qualquer outro ativo, ele possui algumas desvantagens e riscos os quais irei pormenorizar neste artigo.

Por que investir em Bitcoin?

São vários os motivos pelos quais levam as pessoas optarem em postergar o usufruto de seu dinheiro para um futuro, colocando-o nesta criptomoeda, em todo caso. As razões pelas quais elas se decidem a fazê-lo fazem parte dos benefícios e vantagens em investir em Bitcoin; portanto, vamos citar alguns deles:

1 – Alta liquidez.

Ninguém quer colocar seu suado dinheiro em um ativo e não conseguir liquidá-lo em um futuro, encontrando problemas para tal, um dos maiores medos e não encontrar quem queira comprá-lo, quanto isso, pode ficar tranquilo em relação ao Bitcoin, pois, recentemente, o mercado de criptomoedas alcançou a marca de 1 trilhão de dólares em circulação no mundo, conforme os dados da coinmarketcap.com

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: coinmarketcap.com

O Bitcoin, sozinho, representa 58% deste mercado, ou seja, mais de meio trilhão de dólares em circulação, sendo o principal ativo de troca nas corretoras, o que nos responde a segunda questão, caso tenham feito, que é onde comprar o ativo. As maiores  que utilizo corretoras são a Binance e a Bitmax.

2 – Rapidez nas transações

O Bitcoin em si não considero tão rápido no envio e recebimento dos ativos, o que demora em média 10 minutos, no entanto, uma vez com conta aberta nas corretoras de criptomoedas, já dentro do mundo da blockchain, prefiro converter este ativo em XRP (Ripple) ou TRX (Tron) cujas transferências são bem mais rápidas e baratas, sendo alguns centavos de dólares por transação e alguns segundos para o ativo sair da carteira A para carteira B.

Dito por outras palavras, independente de como conseguiu o Bitcoin, seja por causa de suas reservas financeiras, doação, venda de algum item que não mais utiliza, salário, quando se tratar de transferir de uma conta para outra, interessante convertê-lo primeiro para um dos ativos citados acima, para economizar na transação e logo em seguida converter novamente para BTC caso queira.

3 – Diminuição de intermediários diretos.

Como qualquer outro ativo na blockchain, a ideia principal é a não interferência de terceiros na transação, isto é, o ativo é transferido diretamente de A para B, sem a necessidade, por exemplo, de um banco ou de uma empresa que converta a moeda, quando passa de um país para outro. Lembramos que isto não significa que a transação será invisível, pois ativos como bitcoin deixam rastros, seja na própria blockchain, que é uma espécie de livro de contabilidade em nuvem, mostrando a carteira de quem envia e de quem recebe, seja nas próprias corretoras, ligadas ao Sistema Financeiro Nacional, nas quais, de uma ou outra forma, o Bitcoin será convertido em fiat money, em dinheiro.

4 – Taxas baratas

Como complemento do citado acima, da velocidade e da diminuição de intermediários, as taxas são, consecutivamente, mais baratas. Quando estava morando fora do país, por exemplo, era comum pagar uma taxa de R$100,00 para realizar um saque de uma conta localizada no Brasil nos Estados Unidos, em dólares americanos. Caso eu tivesse uma conta em uma exchange americana, e pudesse enviar a criptomoeda de uma corretora no Brasil, a taxa seria zero, não pagaria nada para isso.

5 – Descentralização

Principalmente na área financeira, mas também como ocorreu na área do entretenimento, notícias, as grandes empresas eram centralizadas com um grupo de pessoas decidindo como e quando o conteúdo, produto ou serviço seria distribuído, com o advento da blockchain os negócios estão se tornando descentralizados, realizados em cadeia, com validadores espalhados o mundo todo, cujas aplicações estão sendo programadas para serem realizadas automaticamente, sem a interferência humana.

Uma outra forma de explicar esta descentralização é citar por exemplo, o que aconteceria se um determinado governo central declarasse ilícito ou ilegal a posse do Bitcoin, como ocorre em poucos países do mundo.

Um líder governamental talvez gostasse da ideia do banimento definitivo ou talvez a exclusão do ativo, de uma só vez. Isso se torna impossível no cenário atual, uma vez que existem milhares de computadores fabricando este ativo e, possivelmente, enquanto existir a Internet e um computador ligado a Internet alguém pode receber este ativo.

Outra forma de visualizar a descentralização é que as corretoras as quais permitem a compra e venda do Bitcoin funcionam 24 horas, de domingo a domingo, muito porque, algumas delas são descentralizadas, rodando dentro da blockchain, automatizadas, com mínimo de interferência humana, diferentemente das corretoras tradicionais cujas ordens de compra e venda muitas vezes devem ser intermediadas por um broker, um profissional do mercado financeiro.

6 – Suprimento limitado, deflação

O bitcoin foi programado para que um número limitado de unidades ficasse em circulação no mundo, apenas 21 milhões de unidades. Isso não foi egoísmo ou coisa do tipo, uma vez que, como cada bitcoin pode ser dividido em até 100 milhões de vezes, que, certamente, bem divididos, daria para cada pessoa na Terra ter sua própria quantia de BTC. Veja uma imagem abaixo do site spectrocoin a qual mostra que cada fração do Bitcoin têm um nome específico, desde o Satoshi, passando pelo Mili Bitcoin até o Mega bitcoin:

fonte: spectrocoin.com

Ao contrário dos governos centrais, os quais imprimem dinheiro “à reveria”, loucamente, causando inflação nos países, pois pela lei da oferta e demanda, quanto mais de um ativo está disponível mais ele se torna barato, o Bitcoin, de forma programada, têm quantidade limitada no mercado, causa automaticamente a sua valorização, o que, de um certo ponto de vista, é um benefício, pois a cada dia pode-se comprar mais coisas com uma fração do Bitcoin, o que, infelizmente, ocorre de maneira contrária com o real principalmente, onde a cada dia temos que dispor de quantidade cada vez maior para comprar os mesmos itens, como a cesta básica de alimentos.

Pontos negativos, desvantagens

1 – Irreversibilidade nas transações

Embora para muitos esta característica das operações, como compra, venda e transferência do Bitcoin serem irreversíveis, isto é, impossíveis de serem desfeitas geram uma espécie de transparência e maturidade do bitcoin, veja pelo lado das pessoas que se arrependem de comprá-lo ou de transferi-lo, ou até mesmo quando o fazem por engano: basicamente não têm como reverter a situação, a menos que seja ativado uma terceira parte como uma ação judicial ou algo do tipo, o que irá depender, portanto, de uma avaliação pericial.

2 – Impossibilidade de recuperação de chave criptografada

Outra característica que pode ser elencada como uma desvantagem, bem explícita por diversas corretoras quando um cliente abre uma conta, é que, caso este venha a perder as chaves de acesso a conta, estas não podem ser recuperadas pelo cliente.

Isso não ocorre em 100% dos casos, por exemplo, o acesso à conta da Binance cada cliente pode recuperar o login e senha, pois, na verdade, o cliente não têm acesso real a sua carteira, ela é armazenada na corretora a qual faz gestão da carteira. Existem as chamadas carteiras frias, isto é, aquelas que não estão conectadas à Internet, nem mesmo à blockchain diretamente, um dos exemplos podemos citar a Ledger ou a Trezor, desta forma sim, caso você venha armazenar seus cripto ativos neste hardware e venha a perdê-lo, ou a senha que dá acesso a ele, pode ser difícil ou mesmo impossível recuperar.

 

3 – Grandes flutuações do mercado

Embora para alguns este possa ser um motivo de comemoração, em especial para os traders, os quais compram e vendem o ativo no curto e no curtíssimo prazo, para um investidor de longo prazo pode não ser uma boa as grandes flutuações e volatilidade do mercado, uma vez que, quando chegar a data de venda do ativo ou transferência do mesmo,  este pode estar até 30% a menos do valor adquirido, como se pode ver nos gráficos históricos do preço do Bitcoin.

 

fonte: tradingview.com

Na imagem ao lado  vemos uma desvalorização de quase 20% do ativo em menos de 15 dias, dentro do mês de março de 2021, descendo de 61 mil para 52 mil dólares.

4 – Baixa aceitação do mercado

Embora esteja se tornando cada vez mais popular, não é possível, ainda mais em mercados emergentes, sair por aí e gastar Bitcoin como quem vai à feira com dinheiro à vista ou mesmo ir a um mercado com um cartão de crédito, são poucas as empresas que aceitam este ativo com facilidade. Alguns esforços estão sendo realizados por corretoras, por exemplo, em disponibilizar um cartão de crédito cujo saldo está resguardado no valor em ativos na conta desta mesma corretora, o que pode facilitar o uso e liquidez do ativo, mas ainda é um cenário incipiente.

5 – Pouca regulação do mercado

Como todo e qualquer produto ou serviço novo no mercado, gera-se muita especulação e oportunismo, sendo veiculado na mídia o Bitcoin como integrante de fraudes, pirâmides financeiras e ator no mundo da ilicitude e corrupção, isto não se deve à baixa regulação, no meu ponto de vista, mas sim ao oportunismo de alguns e fragilidade de outros, ocorrendo mais fraudes e ilicitudes com dinheiro convencional, fiat money do que com cripto ativos.

Não há proibição, taxativamente, de gerar criptomoedas, por meio da mineração ou aquisição por meio de corretoras, as quais são fielmente reguladas e fiscalizadas pelos agentes do sistema financeiro nacional, aqui no Brasil, em 1º de agosto de 2019, houve uma instrução normativa, 1.888 da Receita Federal, anunciada em maio do mesmo ano, toda corretora que trabalhe com a negociação de criptomoedas – seja bitcoin ou qualquer altcoin – terá a obrigação de informar ao Fisco os dados de todas as transações de seus clientes.

Essa normativa é válida para pessoas jurídicas e pessoas físicas que movimentam mais de R$ 30 mil em criptomoedas num período de um mês.

Conclusão

Com os devidos apontamentos expostos, creio ser muito vantajoso adquirir ou negociar Bitcoin, especialmente numa visão de longo prazo, isto é, numa perspectiva  holding.  As desvantagens podem ser minimizadas com efetiva gestão de riscos e conhecimento do ativo, o qual têm uma larga avenida de crescimento em termos de valorização pela frente.

Clique no sininho vermelho no canto inferior direito do blog para receber atualizações.

porFernando Pinheiro

Como escolher a corretora para compra e venda de ações

Nesta matéria, irei demonstrar como escolher uma corretora na compra e venda de ações, lembrando que sua escolha não deve ater-se apenas a fatores técnicos e financeiros como taxas e emolumentos, mas sim considerar esta escolha como fator estratégico para o sucesso como investidor

Certamente uma das primeiras perguntas que as pessoas que desejam manter e multiplicar o capital se refere a escolha da corretora.

Além de citar as principais corretoras que considero na escolha do investidor, quero enfatizar um aspecto ainda mais amplo que abrange aspectos táticos e estratégicos na definição deste agente do mercado financeiro, que faz a intermediação entre você e a bolsa de valores.

Quais são as principais corretoras do mercado Brasileiro?

Entre elas estão:

1 – XP investimentos

2 – Clear (cuja empresa faz parte do grupo XP)

3 – Modal Mais

4 – Rico

5 – Toro Investimentos

Quais são os critérios básicos para a escolha de uma corretora?

Os critérios que considero básicos para a escolha de uma corretora, poderiam ser elencados como quantidade de base de clientes e tempo de mercado, o que as corretoras acima citadas passam todas por este critério. Outra medida são as taxas de corretagem, emolumentos e outras tarifas. A maior parte das corretoras citadas acima apresentam isenção na taxa de corretagem, cujo benefício ajudou nos últimos anos a atrair milhares de pessoas para a bolsa de valores, maiores informações de custos operacionais, podem ser consultados nesta matéria da infomoney.

Algumas das taxas são irrisórias, menores que 0,1%, cobrados pela própria pela própria Bovespa, a fim de custear a intermediação da bolsa de valores com a corretora.

Em termos táticos, por qual motivo devo analisar as características técnicas da corretora a qual pretendo investir o meu dinheiro?

Em termos táticos, isto é,  uma abordagem que está entre o planejamento estratégico e o operacional, entendo que conhecer as características técnicas da corretora é como entender as regras do jogo para um jogador de futebol, por mais que este saiba a jogar, se desrespeitar as regras pode facilmente tomar um cartão vermelho e ser expulso, da mesma forma, um motorista mesmo que saiba dirigir, se violar as leis de trânsito é penalizado pela imprudência, podendo ser cassado o direito de dirigir. Da mesma forma, entender se a corretora cobra para realização dos depósitos, saques, se há cobrança de emolumentos, taxas, se estas são fixas ou cobradas em porcentagem, de acordo com o capital investido é essencial.

Este conhecimento das regras do jogo são válidas tanto para aqueles que querem operar no longo prazo, no buy and hold ou para quem quer operar no Day trade.

Exemplo de falta de informação técnica da corretora que pode resultar em má gestão, para investidores de longo prazo.

Um exemplo de possível desenendimento que pode ocorrer para um investidor de longo prazo operando com qualquer corretora, é não desenvolver um sistema próprio de auferição de compra e venda dos ativos. Embora este não seja uma falta da corretora em si, é bom lembrar que as boas corretoras enviam automaticamente um e-mail mostrando, em geral de 1 a 2 dias depois da compra ou venda dos ativos, um e-mail com extrato da operação. Em comparação seria o mesmo se um banco enviasse um e-mail do extrato da conta para você assim que esta conta fosse movimentada. Ter este controle e utilizá-lo para alimentar uma planilha de compra e venda de ações dá segurança para o investidor, além de fazer parte de uma abordagem de ROI. Veja se a sua corretora têm este serviço incluído.

print de tela de um e-mail com extrato de operações realizadas na Bolsa de Valores

Exemplo de falta de informação técnica da exchange que pode causar prejuízo, para investidores de curto prazo, os day traders.

No mercado financeiro, para operar ações, derivativos, índices, cripto ativos você pode escolher investir no curto ou longo prazo, independente da abordagem, a corretora estará lá para intermediar tal operação.

No caso abaixo vou ilustrar uma operação de curto prazo, alavancada, que a corretora informa antes de você operar, isto é, te mostra como funcionam as regras do jogo, se violar, geralmente têm um preço a pagar por isso.

Em cripto ativos por um tempo, poucos anos atrás circulou, especialmente fora do país, a oportunidade de alavancar o capital em uma operação em até 100x! isto atraiu grande número de pessoas para tal estratégia de alavancagem, partindo direto para a corretora, selecionando o multiplicador e aguardando para ver se o mercado iria responder de acordo, na ilusão de ver $100,00 – cem dólares – se  transformar em $10.000,00 – dez mil dólares, ou ainda $1000,00 – mil dólares – se transformar em $100.000,00 – cem mil dólares! grande engano, pois em operações alavancadas desta maneira, na hipótese de entrar comprado, isto é, apostar na alta, caso o mercado mova-se 1% em sentido contrário, todo o capital será perdido, isto é uma regra que visa assegurar a estabilidade e liquidez dos administradores da corretora.

Tais corretoras estrangeiras, para o mercado de cripto ativos, que realizam tal tipo de operação, podemos citar a Bitmex e Bitmex

print de tela mostrando os índices de contrato alavancados no portal Bitmax.

Numa situação análoga, alavancado em 10X, a margem requerida, para que você não seja penalizado e, com isso, removido todo o seu capital na aplicação (da aplicação, não portanto do total depositado na corretora) seria de 5% do movimento contrário, isto é, se entrou comprado, perderia o valor investido se o mercado se direcionasse para baixo.

Conclusão

É possível afirmar que algumas pessoas pedem para perder de maneira inconsciente, ao entrar em determino negócio ou operação sem conhecer as regras do jogo. É claro que estas regras podem ser interpretadas de maneira diferente por cada pessoa, mas estudá-las com afinco, solicitar ajuda de quem mais entende, e verificar os prós e contras, são comporamentos necessários.

Deixe seu e-mail na página inicial ou clique no sino vermelho no canto da página para ser avisado de novas postagem.

porFernando Pinheiro

Quais tipos de ações comprar ou vender de acordo com a variação do dólar

Neste artigo irei demonstrar que existe uma relação direta entre a valorização do dólar e o preço de determinadas ações, o que abre uma janela de oportunidade de lucro na bolsa de valores.

Porque há variação de preço no dólar e como ele afeta o poder de compra do brasileiro?

Não vou entrar  no mérito da discussão sobre as razões que determinam a alta ou baixa do dólar, uma vez que o assunto se tornaria por demasiado longo, haja vista que os fatores vão desde acontecimentos geopolíticos bem como às diferenças de balança comercial entre os países. No entanto, ainda posso frizar alguns pontos que considero importantes.

É correto afirmar, em relação ao câmbio do dólar, que este apresenta uma tendência em valorização em relação ao real, isto é, com o passar do tempo, o valor do dólar tende a um maior poder de compra aos produtos brasileiros, em real, para ilustrar isso insiro abaixo uma tabela a qual mostra como o dólar têm aumentado de preço para os brasileiros entre 2018 e 2019:

Mês Ano 2018 Mês Ano 2019
janeiro R$ 3,19 janeiro R$ 3,65
fevereiro R$ 3,22 fevereiro R$ 3,73
março R$ 3,28 março R$ 3,89
abril R$ 3,41 abril R$ 3,94
maio R$ 3,67 maio R$ 3,94
junho R$ 3,77 junho R$ 3,83
julho R$ 3,87 julho R$ 3,76
agosto R$ 3,91 agosto R$ 4,13
setembro R$ 4,18 setembro R$ 4,16
outubro R$ 3,73 outubro R$ 4,00
novembro R$ 3,79 novembro R$ 4,22
dezembro R$ 3,90 dezembro R$ 4,03
fonte: http://www.yahii.com.br      
Mês mais baixo R$ 3,19 Mês mais baixo R$ 3,65
Mês mais alto R$ 4,18 Mês mais alto R$ 4,22
Média R$ 3,66 Média R$ 3,94

Quais são as vantagens de possuir ativos e ações em dólares?

Ainda em relação ao preço ou cotação do dólar, é válido afirmar, inclusive pelo dado apresentado acima, que é completamente válido o investidor possuir ações ou outros ativos expostos ao dólar, isto é, “dolarizados”, uma vez que, caso o preço dos alimentos, por exemplo, sofra forte inflação, o que diminui o poder de compra das pessoas, isto afeta pouco aquele indivíduo que têm parte dos seus investimentos em dólares, uma vez que esta pessoa pode vender esta moeda e trocar por reais, cujo lucro será convertido em um poder de compra maior do que se tivesse somente reais em sua carteira.

Em outras palavras, o baixo poder de compra em uma carteira em reais não é, necessariamente, afetada para aqueles que têm dólares, em alguns casos, ocorre justamente o contrário, pois quanto mais baixo for cotado o real, maior o poder de compra do investidor que têm dólares.

Seguindo nesta mesma linha de raciocínio, que é válido para as famílias em geral, podemos ampliar para uma visão macroeconômica, colocando as empresas, as quais importam produtos necessários à fabricação de produtos ou que têm suas dívidas expostas em dólares são afetadas negativamente com aumento da cotação, por outro lado, as empresas que vendem em dólares são impactadas positivamente com a alta na cotação da moeda americana:

Быстрые займы: оформление онлайн, получение деньги на карту. Оформляйте займ с помощью сайта rusbankinfo.ru и получайте деньги наличными или онлайн — Заявка будет рассмотрена срочно — Одобренная сумма увеличивается с каждым новым займом.

Exemplos de ações que são afetadas positivamente com alta do dólar, com possibilidade de aumento no preço da ação:

Petrobrás (PETR3) – trabalha com extração de petróleo, exportando para o mercado internacional, cujos produtos são cotados em dólares, o que beneficia seu fluxo de caixa, se a moeda americana está em alta.

Metal leve (LEVE3) – empresa que trabalha com fabricação de máquinas e equipamentos, com forte produção voltada ao exterior

Exemplos de ações que são afetadas negativamente com alta do dólar, com possibilidade de baixa no preço das ações

SABESP (SBS) – com dívidas expostas ao dólar, seu fluxo de caixa sofre com a alta da moeda americana. 

GOL (GOLL4) – também com dívidas expostas ao dólar e tendo que comprar matéria prima – combustível – em dólares, esta companhia sofre com a alta da moeda.

Abaixo segue tabela mostrando, historicamente, a cotação destas empresas em relação à cotação do dólar.

Conclusão

Neste cenário, o que têm se mantido constante é a alta do dólar, nos últimos 20 anos, já a variação da cotação das ações para cima ou para baixo em relação ao dólar não segue o mesmo padrão, haja vista que há outros fatores tanto internos quanto externos à organização que afetam seu preço no mercado, no entanto, a análise citada acima não deve passar despercebida para aqueles que desejam forma patrimônio consistente.

fonte da imagem: pexels.com

 

 

porFernando Pinheiro

Como ganhei R$500,00 em Bitcoin em uma semana

Atenção: a operação a seguir é extremamente arriscada e não indicada para pessoas que não conhecem os riscos envolvidos, retornos passados não garantem resultados futuros. Não se trata de indicação de investimento, servem para fins meramente pedagógicos.

Em que consistiu a operação?

A operação que se segue, basicamente, foi um trade alavancado, numa Exchange que comercializa bitcoin. A operação é conhecida como future trading, na modalidade perpétuo, isto é, sem data específica de validade, em um trade de contratos futuros de bitcoin. Não é negociado o ativo em si do BTC, mas sim um contrato no qual uma das partes informa que quer pagar X no preço do Bitcoin no futuro, enquanto outra parte informa ao mesmo tempo que está disposta a vender por X dólares o mesmo ativo.

A operação se deu na Bitmax Exchange

Qual o tamanho deste mercado, de contratos futuros na Bitmax Exchange?

Extremamente volátil, este mercado transaciona valores a mais ou a menos diariamente. Na data de hoje, nas últimas 24h, a Exchange havia comercializado 322,4 Bitcoins, o que, em termos de reais, equivale a R$31.700,000,00 – mais de trinta e um milhão de reais, garantindo liquidez para os ativos comercializados.

Quais as diferenças e vantagens entre comprar ou vender um ativo na modalidade de contrato futuro e à vista?

Quando você compra um ativo na modalidade à vista, pago o seu preço de mercado. Os valores em conta são imediatamente descontados de sua conta spot ou saldo de carteira, enquanto a compra no meu caso, foi subtraída do saldo de futuros, sendo creditada também, o valor na conta de futuros, quando o preço do Bitcoin chegou no valor que estava esperando. Alguns pontos a serem destacados:

  • O saldo da carteira é movimentado em conta à parte conhecida como futuros, tendo, portanto, características do holding investing, não sendo comercializado instantaneamente, ou no curtíssimo prazo, como o trading tradicional, operação pode demorar dias, semanas para ser efetivamente concretizada, no meu caso, a duração foi de 7 dias.
  • A compra de contratos no futuro utiliza alavancagem, no meu caso, segundo a plataforma, foi de 10x o valor inicial aportado, isto é, o investidor utiliza, por meio de garantias, o dinheiro da exchange para operar, aumentando a exposição e possibilidades de lucros.
  • Os ativos em questão podem ser realizados somente com os pares BTC / USDT, isto é, não se pode fazer trade com Bitcoin e Éther, por exemplo.

    Payday Loans Online $50 – $1,500 | Loans-Cash.Net. Apply for an online payday loan today from Loans Cash and get a lending decision in minutes. If approved, you could get instant cash to your debit card.

    Para maiores detalhes de como funciona operar no contrato perpétuo de Bitcoin, clique aqui. Página em inglês.

Quais os riscos envolvidos na operação de contratos futuros?

Os riscos são essencialmente dois, até onde pude localizar: ser liquidado, isto é, perder totalmente o capital investido, caso o preço do ativo alvo, no caso o bitcoin perda valor até um mínimo o qual consuma a margem de garantia. Outro risco é da operação se estender por semanas ou meses, caso o preço do ativo objeto permanecer o mesmo ou com variação pequena, fazendo com que as taxas de manutenção, diárias, consumam toda a margem de garantia. A operação alavancada aqui mencionada, portanto, funciona somente para mercado altista.

Quais foram as taxas e restrições da Exchange?

Taxas de manutenção, diárias, consumidos pela margem de garantia, no valor aproximado de 0,03% ao dia, aproximadamente, esta taxa variou entre 0,01 e 0,05%.

O saque, em USDT (token pareado com mesmo valor do dólar) é de no mínimo 20 USDT – aproximadamente R$110,00 portanto, na cotação do dólar atualmente.

A caixa abaixo mostra as taxas diárias sendo subtraídas da conta de garantia, como o valor investido foi pequeno, estas taxas ficaram na casa de alguns centavos de dólar diários.

Como se deu a operação dentro da plataforma do contrato perpétuo?

Segue prints e extrato da operação: primeiramente foram realizados dois depósitos

Percebe-se que no dia 17/11, numa terça feira, houve dois depósitos em Bitcoin para a conta de futuros, em seus respectivos valores:

1º depósito: 0,00390 BTC x 16.984 dólares x R$ 5,5 = R$ 364,30 + 

2º depósito: 0,00142 BTC x 16984 dólares x 5,5 = R$ 132,60
____________________________

Total: R$ 496,94

Depois foram comprados Bitcoin na modalidade future trading, que pode ser acessado por meio deste link.

Uma das melhores maneiras de identificar que você está na tela correta, é verificar os detalhes do contrato o qual está negociando, o que aparece no canto esquerdo da tela:

A tela abaixo é o que representa uma espécie de boleta, dos mercados tradicionais, de bolsa de valores, no caso, foi usada a opção compra (BUY BTCUSDT) a preço de mercado, devendo ser arrastada a bolinha branca para a % desejada de alocação de seus dólares na compra do ativo, eu coloquei entre 50 a 75%. Uma vez clicando neste botão, uma caixa irá aparecer abaixo mostrando o resumo da operação. Como esta já foi realizada, não consigo printar a mesma aqui, mas esta caixa lista inclusive o valor pelo qual sua operação poderá ser liquidada, isto é, zerada, caso o preço do Bitcoin tenha uma baixa que suprima sua reserva de garantia.

No caso configurei também um TP – take profit – isto é, quando o preço do ativo subisse 10%, era para vender meus ativos à vista. Como a operação estava alavancada em 10X, isto significa que, com este aumento, meu capital inicial seria dobrado.

 

Como fiz para realizar o cálculo dos lucros?

Por meio de um cálculo simples de subtração, o print abaixo mostra o valor do saque, de aproximadamente R$1000,00 – mil reais – e o depósito foi de aproximadamente R$500,00 – quinhentos reais, como mostrado no início da postagem.

 

Outra maneira que podem constatar o lucro, é variação que o Bitcoin teve no período, alcançando, realmente, 10% de aumento, entre as datas de 17  a 23 de novembro de 2020, isto é, saindo de $16.980 dólares para a casa de $18.700 dólares:

 

 

 

Fonte do gráfico: coinmarketcap.com

Conclusão

A operação future trading é muito interessante, pois mescla características do holding investment com o trading, isto é, mescla o investimento de longo com o curto prazo, uma vez que seus ativos ficam alocados e são vendidos automaticamente de acordo com uma configuração prévia, logicamente, isto têm um custo, que é a taxa de manutenção da reserva de garantia, e funciona, no caso, para o mercado altista, mas que traz a vantagem de utilizar capital de terceiros a fim de potencializar lucros, honestamente.

Trata-se de um investimento de alto risco, que somente deve ser alocado valores os quais possam ser “perdidos”. Nunca coloque o “leite das crianças” em tal tipo de operação.

fonte da imagem: Photo by Thought Catalog from Pexels

 

porFernando Pinheiro

BOVA11: vantagens e desvantagens do investimento

Neste artigo trataremos de um dos principais fundos de índice do Brasil, o BOVA11, o qual representa mais de 70 empresas listadas na bolsa de valores, cuja valorização “espelha”, basicamente, o próprio desempenho da Bolsa de valores Brasileira.

O que é BOVA11?

O BOVA11 é um fundo de índice, que, justamente por ser um fundo, é um ativo que basicamente administra um conjunto de ativos, os quais são, ações da própria bolsa de valores, num montante de mais de 70. É um dos ativos mais comercializados na bolsa de valores do Brasil.

Quais são os objetivos e vantagens procurados ao investir em BOVA11?

Os objetivos procurados pelo investidor que deseja aportar capital para este ativo podem ser elencados como:

1 – buscar valorização de sua carteira, uma vez que os ativos do fundo, cujo índice administra, são formados por ações de alta liquidez, bem como tradição de rentabilidade significativa.

2 – diversificar os ativos, uma vez que, dentre os mais de 70 ativos ali descobertos, pode-se investir em vários segmentos tais como área bancária, varejo, estrutura, telefonia entre outras.https://rusbank.net/offers/microloans/

3 – proteção de alta volatilidade, segurança, já que espelha o índice Bovespa, cujas oscilação não são tão altas, excetos em crises extremas como as vistas pela pandemia, embora tenha durado, para a bolsa, somente algumas semanas. O histórico de anos anteriores, numa prospecção de 3, 5 ou 10 anos o índice só se valoriza, com oscilações pontuais para baixo.

Quais são os custos e desvantagens do investimento neste fundo de índice? s

Dentre os custos podemos elencar:

  • 0,3% da taxa de administração, cobrado anualmente, com base na quantidade/volume investido.
  • emolumentos e corretagem que varia de corretora para corretora, não são altas a pontos de inibirem tal investimento, são baixas e alguns casos, zeradas.
  • o custo de capital de entrada, que deve ser contabilizado para cálculo de ROI.
  • Alíquota de 15% sobre o lucro, pois se trata de um fundo de investimento e não de ações em si. Trata-se de um imposto.
  • A desvantagem pode ser destacada como o custo do imposto e taxa de administração, além do fato deste investimento não depositar os rendimentos em sua carteira, sendo, de outra forma, reinvestidos no próprio fundo de investimento

Qual  rentabilidade do Bova11?

No portal da Blackrock, que criou o fundo, podemos visualizar uma tabela de rentabilidade nos últimos anos, onde podemos destacar:

14,5% nos últimos 3 anos;

19,08% nos últimos 5 anos.

No gráfico abaixo, podemos ver que, nos últimos 3 anos, somente o episódio do coronavírus fez com que o índice sofresse uma baixa significativa, no entanto, já recuperou, rapidamente, no mais, só crescimento:

 

Quais os benefícios em investir no BOVA11?

Como elencado na questão acima, são vários os objetivos os quais, de forma congruente, fazem com que o investidor aporte em BOVA11, no entanto, é de se salientar que a diversificação dos ativos minimize o trabalho de se investir nas mais de 70 empresas citadas, uma a uma, incorrendo em custos de emolumentos e tempo para tal. Embora tenha custo tal redução de tempo e dinheiro, por meio da taxa de administração, a mesma não corresponde nem a 1% do investido, sendo vantajoso, portanto.

Para mostrar como é realizada a diversificação, segue uma planilha que mostra as ações que fazem parte do fundo, em termos de porcentagem de participação, as principais.

Outro elemento que o investidor do fundo, uma espécie de terceirizado o qual você paga ao investir neste ativo, é que ele faz a distribuição dos dividendos de forma automatizada, isto é, caso o investidor individual ganhasse os dividendos em sua carteira, este poderia gastar com outras coisa que não fossem a valorização da carteira, para gastos de consumo, por exemplo. Esta abordagem é retratada na filosofia de Warren Buffet o qual não distribui os dividendos para os acionistas de suas empresas, mas sim recolhe os mesmos para reinvestimento nos ativos que administra, tendo retornos médios de 20% anuais, o que é um grande rentabilidade em termos de mercado financeiro.

Quais riscos inerentes deste investimento?

Os riscos do investimento, típicos do mercado volátil da renda variável, é a perda do capital em caso de queda dos ativos principais do fundo, assim como ocorreu em março deste ano, com o advento do Coronavírus, no entanto, para os investidores pacientes, que mantiveram os ativos na carteira por mais algumas semanas, viram seu capital restaurar-se em pouco tempo.

Não levo em consideração o medo injustificado do dinheiro sumir da conta do investidor, pois se você deposita o dinheiro em um banco tradicional, sem medo, não há porque temer o depósito em uma conta de corretora, uma vez que estas fazem parte do Sistema Financeiro Nacional como qualquer outra entidade, tendo a segurança dos agentes fiscalizadores envolvidos nesta rede.

Conclusão

Dependendo do grau de aversão ao risco, considerando as vantagens e desvantagens do ativo, percebe-se que o BOVA11 faz parte de um seleto grupo de investimentos da bolsa de valores brasileira que faz jus a sua alta procura no mercado financeiro, dado seu histórico de crescimento, segurança, diversificação e outros elementos citados ao longo desta matéria.

 

porFernando Pinheiro

Como construir uma carteira de investimento ganhando pouco

O foco deste artigo será como construir uma carteira de investimento ainda que a pessoa ganhe pouco, a fim de descontruir a ideia de que apenas pessoas ricas ou milionárias tem acesso à bolsa de valores. Mostrará também que é perfeitamente viável a construção de um patrimônio com pequenos aportes mensais.

A construção de uma carteira de investimentos não requer, na realidade, muitos esforços, embora para boa parte das pessoas, ainda que estas não saibam, a verdadeira dificuldade não está na quantidade de dinheiro a se investir na bolsa de valores, o que certamente, é um fator válido, mas sim na persistência e regularidade destes investimentos.

Quando comentamos sobre investimentos não estamos falando necessariamente de valores que estão acima da capacidade de pagamento da maioria das pessoas, segundo o IBGE, mais da metade dos trabalhadores do Brasil não ganham mais que um salário mínimo vide a fonte. Sendo assim, dificilmente ou mesmo inaplicável seria considerar o investimento, digamos, de R$2000,00 reais por mês, a menos que estas pessoas fizessem parte de uma classe privilegiada da população.

Isso não significa, em todo caso, que pessoas com renda acima de R$7.000,00 reais por mês consigam formar patrimônio significativo ao longo da vida e consigam tranquilamente pagar por suas despesas, pois neste artigo, podemos ver que 70% das famílias que tem renda superior a 10 salários mínimos apresentam dívidas  no cartão de crédito, considerando dívidas rotativas.

Quanto investir mensalmente para iniciar a construção de patrimônio?

Na tabela abaixo podemos conferir que, com um investimento de apenas R$216,00 se aplicados ao longo de 20 anos, a 0,50% ao mês (metade de 1%) poderíamos conseguir o equivalente a R$100.000,00 – cem mil reais.

O mesmo valor poderia ser conseguido com a metade do tempo, 10 anos, caso conseguisse uma rentabilidade de 1% ao mês e as parcelas fossem aumentadas para R$434,71.

Clique aqui para ver a imagem em tamanho completo

Estas simulações podem ser realizadas por meio de planilhas eletrônicas online disponibilizadas gratuitamente neste blogue por meio deste link.

Que tipo de carteira de investimento devo optar?

Quando falamos de carteira de investimento, esta depende da abordagem, dos objetivos e do grau de risco que cada um está preparado a enfrentar no mundo dos investimentos, portanto, qualquer simulação não se aplica a todos os leitores, serve para entender as variáveis as quais influenciam positiva e negativamente a formação de tal carteira. Por exemplo uma pessoa bem jovem, com menos de 30 anos de idade pode se preocupar com uma carteira agressiva, com foco em renda variável como ações e criptomoedas, ao passo que pessoas de meia idade ou prestes a se aposentar, até mesmo pelo tempo reduzido que teriam no caso de perda de seu patrimônio em investimentos arriscados, podem preferir investimentos menos arriscados como renda fixa, imóveis e ouro, os quais apresentam menor volatilidade do que os ativos citados acima.

Como posso ter acesso ao mercado da bolsa de valores com pequenos aportes mensais?

Agora chegamos propriamente na resposta do título deste artigo.  A tabela acima mostrou, em termos de valores, quanto investir mensalmente para alcançar um patrimônio fictício de R$100.000,00 líquido, em moeda, utilizando-se prioritariamente do fator dos juros compostos, mas, em todo caso, resta a pergunta: mas onde guardar ou investir tais aportes para se chegar ao objetivo simulado de R$100.000,00? uma das alternativas a se considerar é a bolsa de valores! Com pequenos aportes mensais, na maioria das vezes, um pequeno investidor não consegue comprar lotes inteiros de ações, as quais são compostas de 100 unidades, mas sim este optará por frações do ativo, da ação a qual deseja participação, comprando ações no mercado fracionário.

Como comprar ações no mercado fracionário, para formação gradual de patrimônio?

Quando o investidor deseja comprar ações como por exemplo da Vale do Rio Doce, Banco do Brasil ou ainda do Itaú, ele deve colocar na boleta da corretora os respectivos stickers:

VALE3 = valor do lote completo, com 100 ações: R$7.657,00 – cotado em novembro/2020

ITUB4 = valor do lote completo, com 100 ações: R$2.874,00 – cotado em novembro/2020

B3SA3 = valor do lote completo, com 100 ações: R$5.700,00 – cotado em novembro/2020

Esses valores nem sempre são acessíveis para boa parte da população, para aqueles que ganham pouco, a alternativa seria adquirir estas mesmas ações fracionadas, as mesmas devem ser digitadas na boleta da corretora com a letra F na frente, de fracionada, cujos custos seriam significativamente reduzidos, ao mesmo tempo que dá direito integral de possíveis dividendos ou valorização do ativo ao longo do tempo. No caso, vamos supor que uma pessoa compra apenas 10 unidades de cada uma das ações acima, os valores atualizados seriam, portanto:

VALE3 = valor do lote fracionado com 10 ações: R$765, 70 – cotado em novembro/2020

ITUB4 = valor do lote fracionado, com 10 ações: R$287,40 – cotado em novembro/2020

B3SA3 = valor do lote fracionado, com 10 ações: R$570, 00 – cotado em novembro/2020

Print “pit” da clear, área do “swing” trade.

Na tela acima podemos constatar que um usuário digitou, no primeiro quadro, o sticker do lote completo, e no segundo, o sticker do lote fracionado, os preços são os mesmos. Abaixo, o book de ofertas.

Conclusão

Com a compra contínua e consistente, ainda que de pequenos lotes mensais ou trimestrais, o pequeno investidor, que ganha pouco, pode lenta, mas seguramente,  formar patrimônio, por meio da aquisição de lotes fracionários de ações na bolsa de valores, de acordo com seu perfil de investimento. A diversificação e tipo de investimentos formará sua carteira, que ganhará robustez e gerará dividendos ao longo do tempo.

 

porFernando Pinheiro

Vantagens e desvantagens de investir em ouro

Neste post você aprenderá quais vantagens e desvantagens de investir em ouro, vai entender porque ainda é considerado um bom investimento, em especial em épocas de crise, bem como como comprar o ouro em suas diversas formas de aquisição.

Por que investir em ouro? vale a pena?

Como muitos outros ativos que você pode escolher para investir, o ouro é uma mercadoria. No entanto, as pessoas tendem a colocar sua fé no ouro mais prontamente do que em outros ativos, já que o ouro é uma das mercadorias mais antigas do mundo.

Você pode investir em ouro de várias maneiras diferentes. Existem opções entre investimentos físicos, virtuais e adjacentes em ouro. Certifique-se de aprender as diferenças entre esses tipos de investimentos (e seus riscos e retornos potenciais) antes de começar a comprar ouro de qualquer forma.

O valor do ouro pode mudar rápida e frequentemente. Essas mudanças tornam os investimentos baseados em ouro uma escolha ruim para pessoas que estão ansiosas com o desempenho do dia-a-dia. Portanto, você só deve investir em ouro se conseguir lidar com uma jornada acidentada que promete momentos de risco, mas promete um retorno potencial substancial no final da estrada.

Ouro como uma proteção contra a desvalorização do real

A ideia de que o ouro preserva a riqueza, é ainda mais importante em um ambiente econômico em que os investidores enfrentam a queda do valor do real e o aumento da inflação. Historicamente, o ouro tem servido como proteção contra esses dois cenários. Com o aumento da inflação, o ouro normalmente se valoriza. Quando os investidores perceberem que seu dinheiro está perdendo valor, eles começarão a posicionar seus investimentos em um ativo tangível que tradicionalmente mantém seu valor.

Ouro como um refúgio seguro

Quer sejam as tensões no Oriente Médio, na África ou em qualquer outro lugar, está se tornando cada vez mais óbvio que a incerteza política e econômica é outra realidade de nosso ambiente econômico moderno. Por esse motivo, os investidores costumam ver o ouro como um porto seguro em tempos de incerteza política e econômica. Por que é isso? Bem, a história está cheia de impérios em colapso, golpes políticos e o colapso de moedas. Durante essas épocas, os investidores que possuíam ouro conseguiram proteger com sucesso sua riqueza e, em alguns casos, até mesmo usar a mercadoria para escapar de toda a turbulência. Consequentemente, sempre que há notícias de eventos que sugerem algum tipo de incerteza econômica global, os investidores costumam comprar ouro como um porto seguro.

Ouro como um investimento que diversifica a carteira

Em geral, o ouro é visto como um investimento diversificador. É claro que o ouro tem servido historicamente como um investimento que pode adicionar um componente diversificador ao seu portfólio, independentemente de você estar preocupado com a inflação, com a queda do real frente ao dólar ou até mesmo protegendo seu patrimônio.

Quais são as desvantagens de investir em ouro?

Se você investir em ouro, considere as seguintes armadilhas para certos tipos de investimentos em ouro:

  • Investir em barras de ouro ou moedas significa que você precisará armazená-los.
  • Os certificados de ouro não alocados podem desaparecer se um banco entrar em liquidação.
  • Comprar joias de ouro como um investimento pode levar tempo e muitas tentativas e erros.
  • Investir em ouro pode ser uma escolha ruim se você não tiver tempo ou paciência para ver seu investimento amadurecer. Você pode querer adiar o investimento em ouro se precisar de retornos rápidos ou se não tiver capital para um investimento significativo.

Como o preço do ouro é determinado?

O ouro, como qualquer outra mercadoria, é afetado pela oferta e demanda. Quando mais pessoas compram ouro, o preço sobe, e quando os investidores vendem ouro, o preço cai. A maioria das commodities sobe e desce em ondas à medida que mais de um produto entra no mercado, mas o ouro pode cair e subir na direção oposta.

O motivo pelo qual o ouro pode se comportar de maneira diferente de outras mercadorias é que o metal precioso inspira confiança. Quando outras commodities começam a falhar, as pessoas correm para comprar ouro porque acreditam que seu valor continuará alto. Essa demanda eleva os preços, criando automaticamente o efeito desejado e reforçando a confiança no ouro.

Acompanhe a evolução do preço do ouro no gráfico abaixo

 

Como adquirir o ativo?

Uma das principais diferenças entre investir em ouro há várias centenas de anos e hoje é que existem muito mais opções de investimento, tais como:

  • Moedas de ouro
  • Empresas que mineram Ouro (papéis)
  • Gold ETFs (papéis)
  • Gold Mutual Funds (papéis)
  • Gold Bullion (barras)
  • Jóias de ouro

Como você pode entender, no Brasil ainda é um mercado incipiente para comércio de ouro, em suas variantes, a maioria dos papéis listados acima são comercializados em dólares, pois são comprados fora do Brasil, a menos que queira comprar diretamente de detentores do ouro, como aqueles que possuem jóias, moedas ou barras de ouro.

Comprando ouro na Bolsa

Em suma, na Bolsa de Valores de São Paulo – B3, são oferecidos três contratos diferentes relacionados à operações de ouro. A diferença entre os contratos é basicamente a quantidade de ouro negociada em cada contrato.

Todos contratos de ouro podem ser comprados via home broker, através de seu sticker (código).

OZ1D – Ouro 250g
Esse contrato é o lote padrão dos contratos de ouro e essa é a única opção na qual o investidor pode optar por levar o ouro para casa. Na data de hoje, em novembro de 2020, esta opção só está disponível se o investidor dispuser de pouco mais de R$50.000,00

OZ2D – Ouro 10g
Esse contrato corresponde a uma fração do contrato padrão. Não há a opção de retirar o ouro, nesse caso. Esse contrato possui, portanto, menor liquidez. Neste caso, neste mês de novembro de 2020, para operar com este ativo o investidor precisa de pouco mais de R$350,00 para operar.

OZ3D – Ouro 0,225g
Esse contrato é semelhante ao OZ2D, sendo que a única diferença é o valor fracionado.

Esta documentação pode ser vista aqui.

 

Comprando Ouro em DTVM, a fim de receber no conforto de sua casa

Agora, se a opção for levar o ouro para casa, a saída é negociar diretamente com empresas como Ouro Minas DTVM e Marsam DTVM, que são distribuidoras do metal, e não exigem custódia em bancos.

Conclusão

Chamamos o ouro de investimento, mas na verdade, se trata de uma reserva de valor, não gera dividendos, mas, como seu valor cresce muitas vezes acima da inflação, para ser mais claro, quanto maior a inflação maior seu preço, o ouro pode ser visto como uma ótima maneira de proteger o capital, salvaguardar o patrimônio, ainda que apresente riscos como possibilidade de roubos e não transformação imediata em dinheiro, caso o tenha em barras ou moedas. Se o seu principal interesse é usar a alavancagem para lucrar com a alta dos preços do ouro, o mercado futuro pode ser sua resposta, mas observe que há um risco considerável associado a quaisquer participações baseadas na alavancagem.

 

 

porFernando Pinheiro

Vantagens e desvantagens de investir em prata

Saiba como e porque investir em prata, bem como suas vantagens e desvantagens, entenda porque o investimento em prata é único, ainda que não seja o único material precioso na natureza, como o ouro e o diamante.

Por que investir em prata?

Com a economia global em uma situação imprevisível, não é surpresa que o comércio de metais preciosos tenha disparado. O ouro está no limite de seus maiores máximos, com os comerciantes migrando para um porto seguro mais tradicional, como é comum em tempos de incerteza econômica.

Não apenas o ouro, porém, está vendo um aumento na demanda. O comércio de prata, muitas vezes visto como o segundo metal precioso mais popular para o comércio, saltou para seu próprio recorde de vários anos. Negociada por perto de US $ 28, a prata avançou quase 30% somente neste ano. Com isso em mente, você deve estar se perguntando como entrar em ação? Temos tudo o que você precisa saber sobre como começar a negociar prata, além de tudo o que você precisa saber sobre o mundialmente famoso metal precioso.

O que influencia os preços da prata?

Ao contrário do ouro, que permanece praticamente inalterado pelos movimentos usuais de oferta e demanda, os preços da prata podem flutuar com base em vários fatores. Nesse sentido, a prata desempenha um papel duplo. Sim, tem características semelhantes no sentido de ser visto como reserva de valor e, em certa medida, um investimento porto-seguro, embora o seu valor também possa ser fortemente influenciado pela procura dos setores que utiliza.

Força da moeda: semelhante à relação que você verá entre a moeda principal (USD) e o ouro, a prata também tem uma relação inversa com o dólar. Isso significa que, quando o dólar está fraco, os preços da prata tendem a subir. O oposto também é verdadeiro: em tempos de dólar americano forte, o preço da prata tende a cair.

Política fiscal: aqui podemos usar a política fiscal como um apanhado, não apenas para a inflação e as taxas de juros, mas também para a política governamental de compra de barras de prata. Todas as três coisas podem fazer muito para alterar o preço da prata. É uma grande proteção contra o aumento da inflação, enquanto taxas de juros mais baixas também tendem a levar as pessoas a investir em prata e outras commodities.

Demanda prática: O outro lado da prata é que ela é amplamente utilizada na indústria. Isso é particularmente verdadeiro em aparelhos elétricos, dispositivos médicos e circuitos. A demanda nesses setores também é um fator chave nos preços de mercado do metal precioso.

Vantagens dos investimentos em prata

A prata tem algumas vantagens distintas como um investimento negociável:

  • É mais barato que ouro. Você pode obter tanta proteção contra crises com a prata quanto com o ouro a 1/17 do preço.
  • Você pode vendê-lo em parcelas menores. Às vezes, você pode precisar vender alguns ativos de investimento para cobrir uma despesa. Em vez de vender uma onça inteira de ouro, você pode lucrar com uma denominação muito menor de prata.
  • É um ativo otimista. Em um mercado em alta, os preços da prata sobem muito mais rápido que o do ouro.
  • É melhor do que dinheiro. Esta é uma boa razão para possuir alguma prata física. Prata e ouro são as formas mais verdadeiras de dinheiro porque você não pode reproduzi-los facilmente. A prata é original e rara. Robert Kiyosaki refere-se a prata e ouro como dinheiro Divino, pois é gerado na natureza, sempre aumenta de preço, dinheiro de papel é gerado pelo homem e se desvaloriza om o tempo (inflação)
  • É um ativo escasso e limitado.  Assim como o Bitcoin, a prata apresenta uma das características principais de um ativo ser considerado dinheiro de verdade, que é ser escasso, não sendo disponível a todos, e limitado, sendo sua produção/extração de difícil aquisição, sendo uma espécie de raridade. O dinheiro de papel não tem esta característica no sentido de poder ser impresso à vontade pela vontade dos governos.

Desvantagens dos investimentos em prata

Alguns dos atributos de prata contribuem para suas desvantagens. A maioria das desvantagens se aplica à propriedade física de prata:

  • É um ganhador pobre. A prata é principalmente um investimento de salvaguarda. Para retornos apreciáveis, ele não tem um desempenho tão bom quanto o imobiliário e outros investimentos.
  • Não é líquido. É raro que você possa trocar prata física por produtos em sua cidade. Você precisa converter prata física em dinheiro, e isso pode demorar um pouco.
  • O roubo é possível. Manter prata física implica o risco de perda ou roubo.

Veja o Histórico de preço da prata em dólares

Em especial por causa da crise mundial, commodities como a prata tem valorização substancial

 

Onde adquirir prata?

A primeira maneira mais simples que considero é comprar o metal via moedas ou barras, estas podendo ser encontradas no Mercado Livre ou diretamente com vendedores do material, desta forma o ativo é encontrado de forma mais acessível, lembrando que a prata utilizada como investimento é a chamada 999 (99,9%), que significa seu grau de pureza, outros níveis de pureza como 70, 80% podem ser chamadas de prata de lei, mais utilizada para jóias ou componentes eletrônicos,  depois é via fundos de investimento que adquirirem papeis com lastro no metal. Ainda podemos investir diretamente no ETF SLV (iShares Silver Trust), que é um dos ETF’s mais famosos do mundo para o metal.

Fundos de investimento em prata

No Brasil é praticamente impossível encontrar um fundo de investimento em prata. Observando tal oportunidade, a Vitreo tem um fundo  voltado 100% ao investimento no metal.

Cobrando apenas 0,25% de taxa de administração e nenhuma taxa de performance, o fundo promete seguir a cotação da commoditie e se apresenta como opção mais prática no Brasil.

iShares Silver Trust

Para quem já possui cadastro em corretoras no exterior, basta procurar pelo ticker SLV e fazer seu investimento. Importante lembrar que para os brasileiro há isenção de imposto de renda para vendas totais de até 35 mil reais em bolsa estrangeira, um grande diferencial.

Conclusão

Sendo um minério bem mais barato do que o ouro, este ativo físico se torna uma oportunidade para pequenos investidores, os quais estão iniciando uma carteira de investimento ou ainda para quem quer diversificar, embora apresente riscos como preço volátil e possibilidade de roubo, como citado na seção vantagens e desvantagens, historicamente se mantém como um dos melhores ativos do mundo, devido a sua escassez e reserva de valor.

Imagem: Image by Walter Freudling from Pixabay