Como lidar com cartão de crédito

porFernando Pinheiro

Como lidar com cartão de crédito2 min read

Veja dicas preciosas de como lidar com cartão de crédito, mesmo em épocas de crise

Há muitos anos atrás acreditava que o cartão de crédito era um dos principais vilões dos bancos, depois de muito abusar do crédito e ver o efeito catastrófico que seu abuso proporciona para as finanças, cheguei a ficar anos sem usar. No Brasil os juros de cartão de crédito giram na casa de 300% a.a., alguns casos até mais, e você pode confirmar esta quantia na própria fatura do cartão, em letras pequenas. Nos Estados Unidos, em viagem recente, conferi que os juros gravitam em torno de apenas 35% a.a, isto é, no Brasil, os juros são em média  9 vezes mais caro!

Não é de se espantar que tenha vários conhecidos que afirmam não utilizar cartão crédito. Uma pena. Sem cartão dificilmente você consegue comprar uma passagem de avião, locar um carro, pagar mais barato por produtos comprados via Internet, uma vez que nestes produtos não estão inclusos o aluguel da loja de exposição do produto nem a comissão do vendedor.

Portanto, nos resta a pergunta: como conciliar o aspecto obscuro dos juros abusivos do cartão com o lado brilhante da qualidade de consumo e portanto da qualidade de vida que o cartão propicia?

Uma das respostas mais claras e diretas quanto a isso é simples, mas difícil de conseguir: pagar a fatura de forma total ou pelo menos 70% do total mês a mês. Quando se abusa do cartão o melhor a fazer é desfazer-se dele, ainda que temporariamente, até quitar a fatura ou guardá-lo longe da carteira.

Uma das formas de nos educarmos quando estouramos o limite do cartão é fazer uma espécie de “regime de crédito”, passando alguns meses sem a sua utilização, portanto, tendo flexibilidade no orçamento doméstico pagando os itens à vista e deixando viagens, roupas novas e outros produtos para um futuro, quando o orçamento estiver em dia.

Lembrando: o cartão não é o vilão, mas sim a forma que encaramos o crédito, é uma faca de dois gumes, utilizada de forma correta é uma benção, mas erroneamente pode machucar nossa vida financeira por um bom tempo, o consumo consciente é a melhor solução.
Encontrei em um site de educação financeira um vídeo que fala exatamente sobre isso, sobre o perigo de usar sem consciência o cartão, acarretando o efeito “bola de neve”, devido ao efeito dos juros do cartão:


Até mais.

Sobre o Autor

Fernando Pinheiro administrator

Fernando Pinheiro é formado em Administração de Empresas com especialização em Gestão Empresarial. Professor convidado em várias Universidades do Noroeste e Norte do Paraná, montou este blogue sobre Finanças e Investimentos para ajudar a você se tornar mais próspero.