Economia digital: o que são os Dapps

porFernando Pinheiro

Economia digital: o que são os Dapps3 min read

Dentro da série de 3 artigos em sequência de blockchain, lhe mostraremos neste artigo um desdobramento da Tecnologia Blockchain, a qual está mudando a configuração da economia globalmente, por meio de aplicativos descentralizados, isto é, sem um comandatário central, uma empresa, privada ou pública que a controla totalmente

 

Aplicativos descentralizados (dApps) são aplicativos ou programas digitais que existem e são executados em uma rede de computadores blockchain ou P2P em vez de um único computador e estão fora do alcance e controle de uma única autoridade.

Aplicações descentralizadas explicadas

Um aplicativo Web padrão, como Uber ou Twitter, é executado em um sistema de computador que pertence e é operado por uma organização, dando-lhe total autoridade sobre o aplicativo e seu funcionamento. Pode haver vários usuários de um lado, mas o back-end é controlado por uma única organização.

O dApps podem ser executado tanto em uma rede P2P quanto em uma rede blockchain. Por exemplo, BitTorrent, Tor e Popcorn Time são exemplos de aplicativos executados em vários computadores que fazem parte de uma rede P2P em que há vários participantes de todos os lados – alguns estão consumindo o conteúdo, outros estão alimentando ou semeando o conteúdo, enquanto outros estão executando simultaneamente as duas funções.

No contexto da cryptomoedas , existem as dApps e executado em rede blockchain em um público, de código aberto , ambiente descentralizado e estão livres de controle e interferência de qualquer autoridade única.

Por exemplo, um desenvolvedor pode criar um dApp do tipo Twitter e colocá-lo em uma blockchain onde qualquer usuário pode twittar mensagens. Uma vez publicado, ninguém – incluindo os criadores do aplicativo – pode excluir os tweets. A edição pode ser possível pelo remetente, mas o tweet original seria mantido para sempre.

Quais são os exemplo destes aplicativos descentralizados, rodados em blockchain?

Na figura abaixo podemos ver, segundo o site dapp radar, uma lista de aplicativos os quais estão rodando na blockchain da Ethereum, o primeiro deles movimentou mais de 3 bilhões de dólares, o segundo, mais de 600 milhões de dólares e assim, por diante, mostrando que, embora seja um mercado recente, lá fora o pessoal está adotando estas plataformas, seja para fazer trade, jogar, utilizar carteiras para armazenar valores de criptomoedas entre outras ações. Lembramos que a utilização daquelas plataformas não estão sendo listadas aqui como recomendação, mas somente para ilustrar como as redes descentralizadas estão mudando a forma de lidar com valores, com ativos digitais, que, por si só, é um investimento de risco.
Clique aqui para ver a imagem em tamanho completo : link

 

Particularmente, passei a usar o navegador Brave, ele é mais rápido que o Google Chrome, tem as mesmas funcionalidades, promete dar mais privacidade na navegação, bloqueia automaticamente as propagandas e ainda promete pagar o usuário para este ver a publicidade que, porventura, aparecer. O pagamento se dá por meio de tokens.

Clique neste link e conheça o navegador

Conclusão

As redes blockchain, já são dezenas delas, desde que a primeira surgiu, criadora do Bitcoin, estão revolucionando a maneira como nós lidamos com os ativos digitais, além dos ativos como as criptomoedas, a blockchain pode ser vista como uma plataforma de criação, da mesma como como o Windows e o Linux foram para os computadores. Esta nova forma de lidar com tecnologia e ativos será cada vez mais presente na vida das pessoas, transformando a economia para uma faceta mais livre, participativa, colaborativa e conectada.

Fonte: adaptado de investopedia.com

Sobre o Autor

Fernando Pinheiro administrator

Fernando Pinheiro é formado em Administração de Empresas com especialização em Gestão Empresarial. Professor convidado em várias Universidades do Noroeste e Norte do Paraná, montou este blogue sobre Finanças e Investimentos para ajudar a você se tornar mais próspero.

Deixe uma resposta