Educação Financeira: conheça o tripé que a sustenta

porFernando Pinheiro

Educação Financeira: conheça o tripé que a sustenta3 min read

Nesta matéria irei elencar o que poderia ser chamado de O Tripé da Educação Financeira, mostrando o que cada uma significa e como estas estão entrelaçadas entre si.

A questão de economizar foi amplamente discutida neste blog, esta pode ser verificada aqui, aqui e aqui.

Para enfatizar, é bom lembrar que, sem nenhum tipo de poupança, ficamos literalmente reféns de situações indesejadas como não poder pagar as contas, realizar uma comemoração, satisfazer pequenos mimos quiçá realizar sonhos, portanto, este fator é imprescindível e compõe uma das pontas do tripé.

Portanto, economizar, além de um comportamento sábio, evita frustrações e incômodos.

Outro fator é investir, pois somente guardar dinheiro, ainda que seja algo nobre e prudente, pode ser sinal de ignorância, uma vez que, dependendo de onde se guarda as reservas elas se deterioram, pois o fator da inflação corrói o poder de compra do indivíduo, sendo este obrigado a colocar suas reservas em investimentos que tendem a superar a inflação, como ações, fundos imobiliários e títulos públicos com juros semestrais.

Outra ponta do tripé é o fator gastar, pois, mesmo que haja pessoas advertindo para não gastar, isto jamais ocorrerá na Terra, uma vez que, assim como uma moto ou carro precisa de manutenção, as quais envolvem custos, também o corpo, para satisfação de suas necessidades básicas – ainda que o básico seja diferente de pessoa para pessoa – precisa, invariavelmente gastar. Agora, gastar com sabedoria, cujos desejos e satisfações poderão te levar a experiências enriquecedoras, juntamente com quem ama ou mais precisa, dá outro norte ao fator gastar, deixando-o nobre e expansivo.

Podemos colocar a imagem, em vez de um tripé, um ciclo, onde aqueles que conseguem viver abaixo de suas rendas, conseguem, ao mesmo tempo que gastam, investir. Ora, como uma pessoa conseguirá gastar sem ter renda ou uma renda que não consiga suprir suas necessidades? Há indivíduos que, ainda que haja mecanismos legais que suprimem a possibilidade de alguém gastar mais que 30% de sua renda, conforme verificamos nesta lei:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/L1046.htm, cujo artigo 21 é expresso: “A soma das consignações não excederá de 30% (trinta por cento) do vencimento, remuneração, salário, provento, subsídio, pensão, montepio, meio-sôldo, e gratificação adicional por tempo de serviço.”

Ocorre que, boa parte dos brasileiros se endivida acima deste teto, com a somatória dos cartões de crédito e outros produtos financeiros.

Desta forma, economizar, gastar e investir se torna, portanto, um ciclo para poucos, um ciclo virtuoso.

Mas como fazer com que o tripé economizar, gastar e investir se torne realidade?

Uma das melhores maneiras para tal é o investimento na Educação, em especial na Educação Financeira, como um remédio de longo prazo. Há quem diga que o fator investimento se torna uma realidade, de verdade, para aqueles que tem renda acima de R$10.000,00 e não sou contra tal ideia, uma vez que com rendas inferiores a pessoa pode e deve testar investimentos, até onde consiga se aproximar deles, mas não verá muitos resultados enquanto não conseguir rendas superiores, uma vez que é notório que o rendimento dos investimentos seja proporcional ao volume do capital investido.

Conclusão

O tripé, que poderia ser chamado também de ciclo economizar, investir e gastar, é, na verdade um ciclo de prosperidade, que está restrito aqueles que tem educação financeira. O tripé não é uma resposta definitiva para uma vida abundante, até porque, como foi visto, a renda do indivíduo interfere principalmente no quesito investir o qual é tem relação direta em seus investimentos, podendo se mostrar com altos rendimentos ou até mesmo nulos.

 

Sobre o Autor

Fernando Pinheiro administrator

Fernando Pinheiro é formado em Administração de Empresas com especialização em Gestão Empresarial. Professor convidado em várias Universidades do Noroeste e Norte do Paraná, montou este blogue sobre Finanças e Investimentos para ajudar a você se tornar mais próspero.

Deixe uma resposta