Resenha do livro Nós Queremos que Você Fique Rico: Dois homens, uma mensagem – Parte 03

porFernando Pinheiro

Resenha do livro Nós Queremos que Você Fique Rico: Dois homens, uma mensagem – Parte 0312 min read

Atenção: a resenha não é um resumo, isto é, não representa uma cópia ou análise fiel da obra referenciada, são apenas comentários e observações do livro, caso queira adquirir a obra na íntegra, clicar neste link: e-book da amazon

[…]

Livro nós queremos que você enriqueçaSubstitua suas desculpas por razões e tudo se torna claro”. Comenta para escrever o que aprendemos de nosso pai, qual a influência que este trouxe em nossa vida e o que pretendemos fazer a respeito…basicamente a minha foi de ter crescido em família de classe média, professores, sem luxos, pense qual foi o seu e tire proveito, sempre lembrando que, na maioria das vezes, senão todas, eles fizeram o que de melhor poderiam ter feito na época e que, a cada nova geração, novos recursos e sistemas são construídos para facilitar a vida das pessoas.

Fechando o capítulo 16, Donald e Robert são convidados a falar sobre suas vidas acadêmicas, primeiramente Robert ele disse que foi um fracasso por quase toda a sua vida estudantil, exceto quando pouco antes de ter de ir para a guerra onde conheceu um professor que lhe estimulou a escrita. Mesmo sem ter um diploma universitário, disse já ter escrito livros os quais foram traduzidos para mais de 51 idiomas e vendido mais de 200 milhões de cópias para todo o mundo, para mais de 150 países. Donald traz um conceito fundamental, comentado nos princípios de Napoleon Hill: faça mais daquilo que é pago para fazer pois quando estava na universidade de Washington era atento e quieto, além de estar estudando o mercado imobiliário nas horas vagas o que lhe trouxe vantagem competitiva, teve o melhor que as duas áreas podiam lhe trazer: a teoria e a prática, pois seu pai já ganhava dinheiro com aluguéis e o ajudou nesta empreitada.

Para ter resultados excelentes faça coisas excelentes, faça coisas que outras pessoas não fazem. O que está disposto a fazer é onde está disposto a chegar. o livro comenta que ambos passaram por colégios militares, os quais lhe ajudaram na questão da disciplina, respeito, pontualidade, esforço, persistência, liderança. Trump aprendeu que sempre pode aprender mais, fazendo uma pergunta para si mesmo: o que posso aprender de novo hoje?

Depois deste momento há algumas explanações sobre o que os autores aprenderam sobre o esporte…destaque para Trump o qual praticou típicos jogos de gente rica: golf e beisebol, diz que ali aprendeu sobre equilíbrio, sofisticação, que já construiu campos de golf, faz negócios enquanto joga, que já fez parcerias entre outros, aprendeu sobre etiqueta e comportamento…Trump diz que pratica esportes para se divertir, fazer amigos e fazer negócios ao mesmo tempo. Funny yourself! Mas para evoluir na academia, nos jogos, esportes, para manter o peso, estar fit é preciso disciplina e foco.

Como se fosse ansiosamente aguardado, fora sugerido dos autores o que pensavam dos negócios..Robert comentou que até os 30 anos nem se preocupava com educação, mas foi pouco antes desta idade que, junto com mais dois amigos, abriram uma empresa que vendia carteira de nylon, o sucesso subiu para a cabeça e, entre mulheres muito ligeiras, compraram carros velozes, gastaram demais e acabaram com prejuízos de quase 1 milhão de dólares, só então Robert passou a estudar com afinco e depois de quase 10 anos conseguiu a almejada liberdade financeira, passando dois anos em uma cidade pacata do interior a escrever Pai Rico Pai Pobre que só estourou de sucesso quando recebeu uma ligação telefônica de uma produtora de televisão o convidando para o programa da Oprah, fazendo história desde então.

Já na visão de Trump ele destaca que com os negócios aprendeu sobre persistência e perspicácia, pois logo que quis começar a empreender teve um sonho visionário de construir o Trump Tower, um edifício arranha-céu no centro de Nova York a qual passava por depressão, indo de encontro ao que os “analistas” poderiam descrever, demorou 30 anos para ver este sonho realizado, mas agora, neste ponto, as previsões foram certas pois o terreno hiper valorizou, tendo sido construídos vários outros imóveis nas redondezas..ele dá a dica para se pensar no futuro, pois eles tem visão para daqui 2, 3, 5 até 10 anos para o que pretendem fazer.

Nesta outra parte do livro Robert é indagado sobre o que pensa a respeito do dinheiro e de Deus e, mostrando sua sabedoria, ele relata fatos que se desenrolaram em um acampamento de escoteiros, junto com dois pastores de diferentes visões próximo da fogueira: começa dizendo sobre como aqueles dois pastores se apresentaram para os alunos: o primeiro sisudo, cujas palestras faziam todos se sentirem culpados e onde havia no mundo somente pessoas má intencionadas e que se vestia muito formalmente e o outro pastor, o qual se vestiu como meninão cantando violão conquistou a simpatia de todos e começou a abordar a parábola dos talentos, não sendo necessário descrevê-la aqui.

O primeiro pastor comentava que era mais fácil um camelo passar por uma agulha do que um rico entrar nos reino dos céus, o que é uma interpretação errada..ambos os pastores deixaram os meninos aquela noite irem dormir com esta reflexão: ou você se torna dono, administrando o dinheiro ou escravo dele, sem meio termo.

Eu sigo as ideias do Kiyosaki..o Senhor se alegra com aqueles que multiplicam seus dotes, seus dons, ao compartilhar a riqueza e conhecimento, ao passo que faz com que aqueles que são miseráveis percam até mesmo o que tem, dando aqueles que sabem o multiplicar…

Interessante o momento que remete/merece uma atenção é um exercício dado por Robert de qual sua eficiência por fazer o dinheiro se multiplicar e diz que isso será deveras difícil porque a escola em todas as séries nos ensinam desde criança a estudar para arrumar um emprego para depois de trabalhar 30 dias ou uma semana como é feito nos EUA, receber um valor pelo trabalho, ou seja, o dinheiro vai na frente e você passa a vida toda correndo atrás dele, ao invés de determinar quanto e como o dinheiro vai trabalhar para você se multiplicando, como uma semente plantada a qual cresce e dá dividendos..sugere emprestar de amigo 10 dólares e receber 1% ao mês, o que te dará o retorno em 10 meses ou comprar barato pela Internet e revender no trabalho ou em outro local…quanto mais alto o QI financeiro mais rápido iremos conseguir tal façanha..

Robert recomenda aos jovens o estudo de Contabilidade e Direito empresarial como aliados aqueles que desejam a liberdade financeira, na primeira disciplina o real conceito de débito e crédito será analisado, quando aqueles que têm mentalidade focada para a abundância verão jorrar números e ativos em sua coluna receitas, o qual poderíamos chamar de crédito ou ativos, e poucos números na coluna da direita onde colocamos despesas, a qual poderíamos chamar, neste comparativo, de débito ou passivo. O seu pai pobre contabilizava casa como ativo, seu pai rico, como passivo, pois casa, efetivamente, não nos deixa ricos, mas com um bem, apenas.

Perguntas de Trump: o que você faria hoje senão precisasse de dinheiro? e ainda o que faria se soubesse que não poderia falhar?, no mais, diz para se atualizar e se preparar para o mercado..

Outras dicas importantes para adultos que se veem sem dinheiro:

1 – Viver abaixo dos seus recursos;

2 – aumentar os seus recursos;

3 – Se interesse sobre os negócios em que investem;

4 – Participar de clubes de investimentos

5 – Dicas de leitura: o mundo é plano, Thomas Friedman;

6 – Outra dica de Robert é testar e se aventurar, ao menos em jogos primeiramente, no mundo dos investimentos, (vide Portal de investimentos UOL) para depois, já acostumados, se aventurar com granas de verdade, assim poderá logo, logo viver a vida de seus sonhos.

Trump afirma que cada pessoa é única, cada qual pode contribuir com o mundo de uma maneira e lucrar com isso, disse que devemos sempre refletir de que maneira estamos vivendo e até que devemos sempre refletir se estamos pagando valor justo nas coisas, desde um simples café até o que pagamos em nossos aluguéis entre outros, o interessante é sempre se questionar.

A uma certa altura Robert diz que o futuro financeiro desde os Baby Boomers e das pessoas jovens atualmente, aqueles que nasceram nas décadas de 60 e 70 depende de como estes vão lidar com os maiores e principais ativos da atualidade, entre estes o conhecimento da informática, Internet e globalização.

Ele diz que devemos nos preocupar com estes 3 pilares: felicidade, saúde e riqueza, onde o autor prioriza a saúde, pois sem ela você não pode aproveitar a riqueza e nem a felicidade na terra. Portanto, a busca da riqueza deve ser certeira, mas sempre com olhos em vista para cuidar da sua saúde, no caso, tem um plano para sua aposentadoria, excluindo a questão de depender do governo para tal.

Robert também afirma que devemos fazer aquilo que gostamos, ainda que em meio período, no caso, chega citar a situação de um amigo seu que trabalha como funcionário público mas que, em suas horas livres trabalha como voluntário com esporte, a fim de se manter energizado e com fôlego, além de conseguir contatos, network para prosseguir trabalhando até mesmo na velhice. Robert ainda fala da importância do amor na vida, mostra que conseguiu perder mais de 25 kilos por meio da ajuda de um personal trainner e que quando sente dores por fazer mais de 2 horas de academia ele pensa na sua mulher, pensa nos benefícios de conseguir viver por mais tempo momentos e experiências felizes com ela e isso o motiva a continuar, ele assim indica que devemos pensar no amor, no bem estar e felicidade que está atrelado ao fazer aquilo que gosta, a ponto disso irradiar para seus negócios, e investir naquilo que conhece.

Em outro capítulo, destinado para aqueles que já são ricos, Robert chama a atenção que existem dois tipos de ricos, aqueles que se tornaram ricos por herdarem um valor substancial dos pais ou por prêmios os quais foram sorteados e aqueles que aprenderam a se tornarem ricos, os primeiros têm medo, não tem segurança de como manter a grana, esse é seu principal desafio, sendo com mais frequência aqueles que perdem o que ganharam e aqueles que conseguiram construir sua riqueza, sendo estes últimos os mais seguros, apresentando estratégias modelos e sistemas capazes de o fazerem enriquecer rapidamente caso o percam. Interessante que Kiyosaki comenta que gosta de investir em gás e metais preciosos, e, com rápida pesquisa sobre o tema, somente ricos e milionários o fazem, pois exigem aportes iniciais altos e, moedas por exemplo, como ouro e prata, geralmente usadas para preservação de patrimônio e não para multiplicação.

Embora o gás e petróleo sejam bons para deduzir impostos e fazer grana.

O que te impede de ser rico? Preguiça, má influência de amigos, vícios (hábitos ruins), falta de formação, foco, experiência, orientação e coragem falhar na descoberta de um ambiente a ser rico, este aspecto ele dá destaca de maneira incisiva.

Ele comenta que descobriu o gênio seu no mercado, na rua. O seu pai era um gênio em sala de aula, embora tenha morrido em situação não muito feliz, teve amigos que seus gênios se destacaram nos esportes, na aviação.

Ele não via um ambiente favorável na XEROX, pois lá quando comentava de abrir seu próprio negócio, dizia-se que isso era contra a política da empresa. Hoje, diz ele, na Rich Dad Company ele incentiva seus funcionários a terem suas próprias empresas e a investirem. Disse que vários empregados saíram, pediram demissão de sua empresa por adotar esta política, e não fica triste com isso, pois estas pessoas não tem gênio para tal, ainda o vão descobrir e faz questionamentos: qual é seu gênio? onde você se destaca? o ambiente é favorável, dá espaço para o desenvolver? o que você está fazendo para que seu gênio floresça e dê frutos?

Depois os autores comentam em sobre investir em imóveis e marketing de rede, destacam vários benefícios de ambos, mas particularmente acredito que em imóveis seja caro, embora um fundo de investimento imobiliário seja barato, neste aspecto prefiro o investimentos em papéis.

Curioso que ambos nesta parte disseram que nem tem um e-mail, como o Robert, e Trump que diz que prefere gritar para alguém do que ligar, usa telefone mas ambos reconhecem que no futuro a tecnologia irá derrubar as empresas bem estabelecidas hoje e que gostam de empreender, de abrir e ampliar as empresas, de trabalhar com abertura de empresa, contratação de funcionários entre outros. Robert diz que há dois tipos de pessoas, aquelas que procuram a segurança e aquelas que procuram a liberdade. Se somos aqueles que procuramos a liberdade está na hora, mais do que nunca, de aprender a ser Dono de empresa e Investidor, o que chama do quadrante A e I.

Finalizam desejando sucesso, energia e paixão para nos tornarmos mais prósperos, ainda que diante de turbulências e notícias alarmantes, as quais sempre povoam as notícias.

Caso queira ser avisado das próximas resenhas e publicações de qualidade, vá até a página inicial e coloque seu melhor e-mail, faça parte daqueles que querem se educar financeiramente, poupar e multiplicar com sabedoria.

Sobre o Autor

Fernando Pinheiro administrator

Fernando Pinheiro é formado em Administração de Empresas com especialização em Gestão Empresarial. Professor convidado em várias Universidades do Noroeste e Norte do Paraná, montou este blogue sobre Finanças e Investimentos para ajudar a você se tornar mais próspero.

Deixe uma resposta